A MSC Rail é a escolhida do Governo para a compra de até 100% do capital da CP Carga. A decisão foi hoje tomada em Conselho de Ministros.

CP Carga

No comunicado emitido no final da reunião, o Executivo justifica a escolha com o “maior mérito destacado da respectiva proposta final, em especial no que respeita à qualidade e credibilidade do projecto estratégico apresentado”, “ao valor inerente da proposta financeira global” e ao “reforço da capacidade económico -financeira e estrutura de capital da CP Carga”.

Na corrida à compra da operadora pública estavam também a Cofihold (holding do grupo Cofina, com interesses no sector da pasta e papel) e a capital de risco Atena Equity Partners.

A MSC Rail era tida como a favorita, não só por ser um dos principais clientes da CP Carga (representará cerca de 30% do negócio de transporte de contentores), mas também, ou sobretudo, pela longa maturação do projecto de criação de um operador ferroviário por parte da MSC Portugal (representante do armador helvético).

Desde a primeira hora, já lá vão vários anos, que a MSC se disponibilizou para tomar da CP Carga, tendo mantido múltiplas conversas a esse respeito com responsáveis governamentais. Entretanto criou a MSC Rail, que hoje é um operador ferroviário acreditado pelo IMT, e a quem só faltam as composições para fazer comboios. Mas gere os que a CP Carga realiza para o grupo.

 

Comments are closed.