Enquanto se aguarda pela privatização da CP Carga, a MSC – um dos principais clientes da operadora pública e apontada como candidata – reafirma a intenção de ser operador ferroviário de transporte de mercadorias.

CP Carga

O objectivo é reassumido no comunicado emitido a propósito da renovação do seu Certificado de Segurança – Parte A, que atesta o sistema de gestão de segurança da empresa enquanto operador ferroviário de mercadorias.

No comunicado, a companhia diz que “mantém o seu forte empenho na persecução dos seus objectivos de investimento no transporte ferroviário de mercadorias, reafirmando a sua posição de interesse estratégico no sector ferroviário”.

E, mais abaixo, na apresentação da empresa, é dito que se pretende lançar “como operador ferroviário no território nacional, com o objectivo de assegurar o transporte ferroviário dos seus contentores, optimizando custos e mantendo um serviço de qualidade”.

Actualmente a MSC Rail – Operadores Ferroviários contrata à CP Carga a realização dos comboios para o transporte dos seus contentores entre o porto de Sines e as plataformas do Entroncamento e da Bobadela. No ano passado, a companhia geriu “aproximadamente 4 100 comboios”.

Comments are closed.