A MSC acaba de registar dois navios no registo Internacional da Madeira e mais se seguirão até ao final do ano, adiantou ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS o representante da companhia em Portugal, Carlos Vasconcelos.

MAR - MSC Jenny

 

Os dois primeiros navios a aderirem ao registo internacional português foram o MSC Isabelle e o MSC Jenny, até agora ambos registados no Panamá. O primeiro, construído em 1998, tem uma tonelagem bruta de 9 528 toneladas. O segundo, construído em 1995, tem 28 397 GT.

Até ao final do ano, outros cinco navios do armador suíço, número dois mundial no transporte marítimo de contentores, deverão também ser inscritos no MAR, passando a ostentar o nome da Madeira no casco e o pavilhão de Portugal.

Para Carlos Vasconcelos, este reforço da ligação da MSC a Portugal representa o realizar de mais um sonho e o culminar de esforços de vários anos. O empresário lembrou a propósito que já cerca do ano 2000 a MSC esteve para registar navios na Madeira, mas então a missão fracassou.

Curiosamente, também a Maersk Line, parceira da MSC na aliança 2M, tem já vários porta-contentores a operar sob o pavilhão português, inscritos no MAR.

O Registo Internacional da Madeira é actualmente o quarto registo “de conveniência” na União Europeia em número de navios e o terceiro em tonelagem.

De acordo com os dados disponibilizados no site da SDM, no final do primeiro semestre do ano corrente, o MAR contabilizava 377 navios registados (mais 52 que no final de Dezembro de 2014), com uma tonelagem bruta global de 6,49 milhões de toneladas (face aos 3,49 milhões GT de Junho de 2014).

 

Tags:

Comments are closed.