O operador portuário espanhol Noatum (ex-Dragados SPL) contratou um financiamento de 80 milhões de euros para modernizar o terminal de contentores de Valência. E reestruturou a dívida histórica, num montante de 150 milhões de euros.

Porto de Valência - Noatum

A empresa, controlada por fundos do JP Morgan e da ABP, tem agora cinco anos para pagar a dívida, e com custos mais baixos, aproveitando a liquidez que os mercados de capitais têm no presente. A operação foi sindicada pelos bancos Santander, Bankia, Caixa Bank e ING Bank BV.

A Noatum aproveitou ainda a operação para financiar-se em mais 80 milhões de euros para ampliar o terminal de contentores de Valência, de que é concessionária. De acordo com a empresa, aquele investimento permitirá que o terminal receba os novos mega-navios com capacidade superior a 18 000 TEU.

A Noatum é o maior operador portuário espanhol, com terminais em Bilbau, Valência, Málaga e Las Palmas. Detém ainda o Autoterminal de Barcelona. O grupo integra também a Marmedsa Noatum Marítima, que actua como agente de navegação e transitário em Espanha, Portugal, França, Marrocos, Argélia e Chile, e ainda realiza operações portuárias de movimentação de carga geral em Castellon, Bilbau, Cartagena, A Corunha, Ferrol e Tarragona.

 

Comments are closed.