As companhias norueguesas Wilhelmsen e Kongsberg vão criar a primeira companhia de navegação autónoma do mundo. A joint-venture, baptizada de Massterly, estará operacional em Agosto próximo.

Os accionistas pretendem que a nova companhia, que terá sede em Lysaker, nos arredores de Oslo, ofereça “uma cadeia de valor completa para navios autónomos, desde o design e desenvolvimento até sistemas de controlo, serviços de logística e operações de navios”.

Os centros de controlo serão estabelecidos em terra para monitorizar e operar navios autónomos na Noruega e internacionalmente.

A Kongsberg e a produtora de fertilizantes Yara aliaram-se, em 2017, num projecto para construir o primeiro navio autónomo e de zero de emissões do mundo, o Yara Birkeland, até 2020. A embarcação navegará entre as instalações de produção norueguesas da Yara, em Herøya, e os portos de Brevik e Larvik.

A Massterly construirá e operará embarcações autónomas, como o Yara Birkeland, de acordo com a Kongsberg.

A Noruega tem actualmente três zonas de teste de transporte marítimo autónomo. A terceira dessas áreas foi aberta em Horten (no Fiorde de Oslo), em Dezembro passado.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.