A MAN revelou mais pormenores da sua nova geração de camiões. As séries TGL, TGM, TGS e TGX, de 7,5 a 41 toneladas, podem ser associadas a oito cabines.

As novas cabines MAN são a GX, GM, GN, FM, FN, NN, CC e CN. As três primeiras são de grande capacidade, com as duas primeiras ficadas no transporte internacional de longo curso e a terceira, por prescindir do tecto alto, a destinar-se a aplicações como o transporte de cargas sensíveis. A FM destina-se ao transporte nacional de longo curso, tal como a FN, que dispõe de um estrado para que o motorista possa, ocasionalmente, passar uma noite a bordo. A NN é a mais apropriada ao modelo de construção TGS.

Quanto à cabine CC (mais apropriada para as séries TGL e TGM) aplica-se, de igual modo, ao segmento da construção, mas também à distribuição e aos serviços municipais. Por fim, a cabine CN, de quatro portas e capacidade para sete pessoas, destina-se à prestação de serviços e à emergência.

TGX com potências de 330 a 640 cv

O novo topo-de-gama MAN TGX, destinado ao longo curso, apresenta três séries de motores: o D38 com até 640 cv, o D26 de gama média, de 430 cv a 510 cv, e o D15, com 330 a 400 cv.

Juntamente com os tractores semi-reboques e unidades de chassis clássicos 4×2 e 6×2, as variantes 6×4 e 8×4 estão ainda disponíveis. Opcionalmente, o trator semi-reboque 4×2 pode ser encomendado com o sistema MAN HydroDrive, a tracção hidrostática do eixo dianteiro, proporcionando tracção adicional em superfícies não pavimentadas.

Com esta diversidade de opções, o MAN TGX abrange uma gama de 18 a 41 toneladas de peso bruto do veículo. Para aplicações em serviços de carga pesada, é possível um peso bruto total de 250 toneladas.

TGS com dois motores

O novo MAN TGS continua a ter como alvo os segmentos de aplicação de serviços pesados para a construção, distribuição e serviços municipais. Com motor D26 ou D15, abrange potências de 330 a 510 cv.

Em termos de chassis, além do 4×2 e do 6×2, é proposto com configuração 6×4, 8×2 e 8×4 ou nas plataformas de tracção integral especializadas para terrenos irregulares configuradas como 4×4, 6×6, 8×6 ou 8×8. O modelo pode, também, ser encomendado com sistema MAN HydroDrive. Tal como o TGX, o peso bruto do TGS varia entre 18 e 41 toneladas.

TGL e TGM de 7,5 a 26 toneladas

As gamas de tonelagem leve e média da nova geração de camiões são novamente abrangidas pelos TGL e TGM.

Com a versão de quatro cilindros do motor D08, o novo TGL abrange um intervalo de 7,5 a 12 toneladas. Se o intervalo de potência de 160 a 220 cv dessa unidade não for suficiente, o modelo também poderá ser equipado com o propulsor D08 de seis cilindros e 250 cv. Este mesmo motor D08 é proposto na gama MAN TGM, mas neste caso pode ter de 250 a 320 cv.

A gama de tonelagem do novo MAN TGM retoma o ponto onde o novo TGL pára, estendendo-se de 12, 15 e 18 toneladas a 26 toneladas de peso bruto do veículo. Enquanto o MAN TGL está exclusivamente disponível nas versões 4×2, o MAN TGM também oferece configurações de rodas 6×2, 6×4 e 4×4, o que o torna atractivo não apenas para o transporte de distribuição terrestre de cargas médias a pesadas e para a logística urbana, mas também para muitas aplicações na construção, em serviços municipais e no combate a incêndios.

Tags:

Comments are closed.