O novo aeroporto internacional de Luanda começará a operar em 2017, garantiu o ministro dos Transportes angolano, Augusto da Silva Tomás.

Em construção desde 2007, o novo aeroporto situa-se a 40 quilómetros da capital, em Viana, indo dispor de duas pistas (de 4 200 e 3 800 metros de extensão e 60 metros de largura) com condições para receber o maior avião comercial do mundo, o Airbus A380.

O terminal de passageiros ocupará uma área de 160 mil metros quadrados. Com 31 mangas de embarque (20 para a área internacional e 11 para os serviços domésticos), terá capacidade para processar 13 milhões de passageiros/ano.

O terminal de carga, com 6 200 metros quadrados, poderá movimentar 35 mil toneladas/ano.

Aquele que será o “maior aeroporto de África” implicará um investimento de 2,8 mil milhões de euros, financiados pela China International Fund Limited e pelas verbas da Reserva Financeira Estratégica Petrolífera para as Infra-estruturas de Base.

“A visão do governo para o sector aéreo passa pela criação de uma placa regional que seja o epicentro das ligações da África central e austral ao resto de África e ao mundo”, disse o ministro, na cerimónia de baptismo do novo Boeing B777-300 ER da TAAG.

As Linhas Aéreas de Angola efectuam voos regionais para a África do Sul, Cabo Verde, Camarões, Namíbia, República do Congo, São Tomé e Príncipe, Zâmbia e Zimbabué e intercontinentais para Portugal, Brasil, China, Cuba e Emirados Árabes Unidos.

Comments are closed.