A NYK, a K Line e Mitsui e a WWL arriscam ser multadas pela Comissão Europeia pela cartelização no transporte marítimo de automóveis, avança a “Reuters”.

As sanções da UE seguem-se a uma investigação de quase seis anos (começou em Setembro de 2012), da autoridade da Concorrência europeia em coordenação com as congéneres japonesa e norte-americana.

Bruxelas, que pode penalizar as empresas em até 10% do seu volume de negócios global por violação das regras da concorrência da UE, anunciou na altura que os serviços sob investigação incluíam o transporte de automóveis, materiais de construção e máquinas agrícolas. Não nomeou, contudo, as companhias.

A norueguesa Wilh. Wilhelmsen ASA confirmou a realização de buscas nas suas participadas Wallenius Wilhelmsen (a 50%) e EUKOR (a 40%). As companhias japonesas ainda não efectuaram comentários, mas NYK, K Line e Mitsui confirmaram, nos relatórios e contas de 2017, estarem sob investigação das autoridades da Concorrência na Europa.

Reguladores de todo o mundo penalizaram vários transportadores nos últimos anos pela fixação de preços e pela divisão dos mercados de transporte de veículos.

 

Tags:

Comments are closed.