A Ocean Network Express (ONE), companhia que resultou da fusão das actividades de transporte marítimo de contentores das japonesas K Line, NYK e MOL, vai trocar o transporte rodoviário pelo ferroviário nos serviços intermodais do Reino Unido.

A opção foi consubstanciada com um acordo com a Freightliner, a operadora ferroviária de transporte de mercadorias, subsidiária da Genesse & Wyoming, que assegurará a necessária capacidade.

A ONE prevê, com esta mudança modal, reduzir em 67% as emissões de gases de efeito estufa, em comparação com o transporte rodoviário, ao deixar de percorrer mais de 190 mil quilómetros diários nas estradas britânicas. Isso representará uma economia de 180 toneladas de CO2 por dia, ou seja, 13% menos do que quando operavam de forma independente.

A ONE arrancou de forma oficial no passado dia 1 de Abril. K Line e MOL detêm, cada uma, 31% do capital da companhia, ficando a NYK com 38%. A frota combinada é de cerca de 230 embarcações, com uma capacidade acumulada de 1 440 000 TEU. A ONE opera 85 rotas que tocam mais de 200 portos em 100 países.

 

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.