A ONE também vai cobrar uma sobretaxa de combustível por causa dos novos limites de enxofre. A companhia aposta no uso de combustível menos poluente.

ONE vai cobrar sobretaxa de enxofre a partir de Janeiro

A ONE considera a utilização de combustível de baixo teor de enxofre como a solução mais realista e eficiente em termos de custos para cumprir os novos limites de emissões a partir de 2020. Mas a companhia continua a estudar “cuidadosamente” a utilização de filtros de gases de escape (scrubbers) e o gás natural liquefeito (GNL) que pode ser a opção de longo prazo, anunciou em comunicado.

A ONE planeia recuperar o aumento dos custos de combustível com a introdução de uma sobretaxa de bunker em todos os novos contratos a partir de Janeiro de 2019. Os contratos existentes manterão o mecanismo BAF anterior até ao seu termo, precisou.

A Sobretaxa de bunker da ONE (OBS) será calculada considerando o preço do combustível x taxa de ocupação x desequilíbrio comercial.

Paralelamente, a ONE anunciou uma sobretaxa de 15 dólares/TEU para as cargas expedidas a partir de Xangai, Ningbo e Nanjing, por causa da implementação da zona de controlo de emissões do Delta do Yangtzé. A sobretaxa começará a ser cobrada também a partir de Janeiro.

 

 

Tags:

Comments are closed.