A ONE estreou-se nos lucros no primeiro trimestre do seu ano fiscal e já prevê terminar o exercício a ganhar mais do que o inicialmente estimado.

Depois de um arranque pior do que o antecipado pelos seus fundadores, a ONE voltou a surpreender, agora pela positiva, com uma recuperação mais rápida. No primeiro trimestre do ano fiscal (que começa em Abril e termina em Março), a companhia atingiu um resultado líquido de cinco milhões de dólares.

Para o final do exercício, a previsão é agora de um lucro de 90 milhões de dólares, melhor que os 85 milhões anteriormente anunciados.

A melhoria dos resultados no primeiro trimestre é atribuída ao aumento dos volumes transportados (com taxas de ocupação dos navios acima dos 90% no Ásia-EUA e no Ásia-Norte da Europa) e à recuperação dos fretes (particularmente nos EUA, América do Sul e Ásia. Na Europa assistiu-se a uma baixa).

Determinante foi também a redução de custos, nomeadamente com a optimização da oferta.

A ONE arrancou a 1 de Abril do ano passado, fruto da fusão dos negócios de transporte marítimo de contentores da K Line, MOL e NYK.

A companhia é a sexta maior do mundo em termos de capacidade, de acordo com a Alphaliner.

Comments are closed.