A OOCL pondera aumentar a sua frota de porta-contentores com navios maiores que os que detém actualmente, entre os 8 000 e os 13 000 TEU de capacidade.

Citado pela imprensa local, Stephen Ng Siu-kow, director de planeamento corporativo da companhia, confirmou estarem a estudar o aumento da capacidade da frota, mas acrescentou que nenhuma decisão foi ainda tomada.

Os novos navios representarão uma aposta no crescimento continuado do tráfego entre a Ásia e a Europa, uma vez que apenas naquela linha é viável operar com navios de 13 000 TEU. Os serviços intra-Ásia não os justificam; e no trans-Pacífico há que contar com as limitações dos portos dos EUA.

Os maiores navios da OOCL são 16 porta-contentores de 8 888 TEU, encomendados em 2007 por um valor global de 723 milhões de dólares.

A cotação actual de um navio de 13 000 TEU ronda os 125 milhões de dólares nos estaleiros sul-coreanos.

A OOCL prevê um crescimento entre 5%-6% no tráfego Ásia-Europa, no próximo ano, o que representará o regresso ao nível de 2008.

De acordo com os dados disponibilizados pela Alphaliner, a OOCL ocupa o 14.º lugar no ranking mundial do transporte marítimo de contentores, com uma frota de 79 navios e uma capacidade de 353 557 TEU. Encomendados estão seis navios, com uma capacidade agregada de 51 600 TEU.

Os comentários estão encerrados.