A OOCL, controlada pela Cosco, ultima uma encomenda de seis porta-contentores de 23 000 TEU, avançou o Lloyd’s List citando fontes não identificadas.

A encomenda deverá ser colocada junto de estaleiros chineses. O pagamento da factura será alavancado pelo produto da venda do terminal de contentores de Long Beach (EUA), que a OOCL espera concluir ainda no primeiro trimestre do ano. Pelo menos interessados não faltarão.

Os novos navios porta-contentores estarão preparados para navegar alimentados a gás natural.

A OOCL já detém seis navios de 21 413 TEU, da classe Hong Kong, construídos em estaleiros da Coreia do Sul. Com as novas unidades, a confirmar-se o negócio, ficará com 12 navios de mais de 20 mil TEU, suficientes para, se quisesse, operar sozinha um serviço Ásia-Europa.

A OOCL é detida pela Cosco e ambas integram a Ocean Alliance.

A nova encomenda inscrever-se-á nos planos da Cosco de elevar a capacidade da OOCL para a casa dos 700 mil TEU, acrescenta a Lloyd’s List.

 

Tags:

Comments are closed.