A Opel modernizou o Movano. O furgão de grandes dimensões foi alvo de uma renovação profunda e chega mais perto do fim do ano.

O renovado Movano da Opel tem alterações estéticas – destaque para a nova frente e faróis com luzes diurnas em LED –, mas é na tecnologia e conectividade que há maior evolução. Destaque para o sistema Navi 50 IntelliLink Pro com Apple CarPlay e Android Auto e para a inclusão de alerta de ângulo cego, câmara traseira, assistência contra ventos laterais e alerta de saída de faixa.

Também no interior do furgão há muitas mudanças. O habitáculo foi desenhado à luz do conceito de escritório móvel. Tem um total de 22 compartimentos (que totalizam 104 litros de capacidade) para arrumação de objectos e oferece o porta-luvas FlexTray, que se abre como uma gaveta e tem a enorme capacidade de 10,5 litros. Por seu turno, o banco do condutor tem amortecimento pneumático.

Na linha do antecessor, o novo Movano está disponível em quatro comprimentos e três alturas de carroçaria, podendo alcançar 4,5 toneladas de peso bruto e 17 metros cúbicos de volume de carga. Pode transportar até cinco euro paletes. A Opel oferece, de fábrica, um total de 150 variantes de carroçaria e transformações.

O renovado Movano segue-se aos recém-apresentados Vívaro e Combo. Com estes três produtos, a marca alemã afirma que “passa a deter a gama de comerciais mais recente do mercado”.

Nova geração depois de 2021

Para depois de 2021 está prevista uma nova geração do Movano. O actual modelo um é rebranding do Renault Master, ao passo que a nova geração reflectirá a integração da marca no grupo PSA e partilhará o ADN com Peugeot Boxer, Citroën Jumper e Fiat Ducato (os grupos italiano e francês têm uma longa parceria na área dos comerciais ligeiros). Terá produção em Gliwice (Polónia).

Com cerca de 170 mil unidades vendidas até à data, o Movano é um best-seller no segmento E do mercado de furgões, tendo permanecido invariavelmente na tabela dos dez modelos mais vendidos durante os últimos anos. Desde 2013 as vendas cresceram cerca de 40%, alcançando volumes anuais entre 20 e 25 mil unidades.

Comments are closed.