Nove operadores expresso são suspeitos em Espanha de práticas anti-concorrenciais. Entre eles está a Tourline Express, contr0lada pelos CTT. A Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência (CNMC) já iniciou os procedimentos para sancionar os infractores.

Tourline Express

Na mira da CNMC estão os principais players no país vizinho: Correos Express, DHL Express, Federal Express, General Logistics (GLS), International Courier, MBE Spain 2000, Redyser Transport, TNT Express, Tourline Express e United Parcel Service (UPS).

A entidade reguladora considera haver indícios de que estes novos operadores terão incorrido em práticas restritivas da concorrência e, logo, ilegais, nomeadamente estabelecendo entre si pactos de “não agressão” e de partilha de clientes.

Os expedientes agora iniciados, e que poderão prolongar-se por 18 meses até serem conhecidas as decisões, têm na origem buscas realizadas às instalações da Correios Express em Novembro de 2015 e às demais empresas em Abril deste ano.

Tourline em reestruturação

À margem desta notícia, hoje mesmo a Administração dos CTT anunciou a intenção de prosseguir com a reestruturação das operações em Espanha, nomeadamente com a retirada do mercado dos grandes clientes, onde as margens são esmagadas.

 

Comments are closed.