Acabar com a bitola ibérica e apostar no cluster do mar são duas das propostas fundamentais do paraministro António Costa e Silva.

Em entrevista à “TSF”, o homem escolhido por António Costa para delinear um programa de recuperação económica, apontou como prioridades o fim da bitola ibérica ibérica e a aposta nos portos.

O paraministro defendeu que Portugal tem de explorar a dimensão continental, o que passará pela ligação da rede ferroviária nacional às redes ibérica e europeia. O objectivo, disse, é acabar com a bitola ibérica, que tem condicionado o desenvolvimento da ferrovia em Portugal. O projecto, reforçou, “é muito caro” ao primeiro-ministro.

“As pessoas ficaram escandalizadas quando eu disse que fiz um esboço em pouco tempo, mas eu penso nisto há muito tempo”, atirou.

This article has 3 comments

  1. Vamos aguardar se o PARA-MINISTRO, QUE JÁ DEU PROVAS MAIS DO QUE SUFICIENTE NA VIDA PROFISSIONAL, consegue “tapar” a incompetência dos 2 MINISTROS DA ECONOMIA + DOS TRANSPORTES, para de 1 vez por todas dar o impulso que falta para que os portos lusitanos recuperem 50 anos de atraso para os portos espanhóis nomeadamente atraso dramático nas dragagens para o aumento considerável no mínimo 50 % calado para recebermos barcos maiores nomeadamente em Leixões & Aveiro, em Lisboa & Setúbal, força PARAMINISTRO !

  2. Até o porto marroquino de Tanger Med já ultrapassou o nosso terminal XXI de Sines !

  3. Será que Costa e Silva será o MINISTRO DA ECONOMIA INVISÍVEL ? É que Com todos desgovernos do PS, Sócrates & Costa” os desgovernantes foram sempre MINISTROS DAS FINANÇAS e por isso Portugal sempre cresceu em média 1/6 da Irlanda ! Será que Nª Sª de Fátima fará este milagre e “acorda” António Costa ?