Falhadas as negociações com a Fincantieri sobre o futuro da STX France, o governo de Paris decidiu nacionalizar “temporariamente” os estaleiros de Saint-Nazaire.

STX France

A medida foi anunciada pelo ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, para “defender os interesses estratégicos da França. “Nós tomámos a decisão de exercer o direito de preferência do Estado sobre os STX”, disse o ministro numa conferência de imprensa em Paris.

Esta operação, no entanto, é “temporária” uma vez que os estaleiros navais de Saint-Nazaire não “têm vocação” para ficar “sob gestão” do Estado, esclareceu.

Ainda na apresentação dos resultados do primeiro semestre, a Fincantieri disse estar a negociar com as autoridades francesas o modelo de governação da STX. Aparentemente sem sucesso.

Em meados de Maio, a Fincantieri acordou a compra de 48% dos estaleiros franceses à sul-coreana STX. Ao mesmo tempo, a Fondazione CR Trieste assumiu outros 7%. O Estado francês possui 33% da companhia.

Fincantieri e STX France são concorrentes no mercado internacional, em particular no segmento dos cruzeiros.

A passagem do controlo do maior estaleiro francês para as mãos do seu maior concorrente na Europa não agradou aos gauleses, e daí as negociações entre as duas partes, que para já fracassaram.

O ministro das Finanças italiano, Pier Carlo Padoan, já veio dizer, entretanto, que “não há nenhuma razão para que a Fincantieri renuncie à maioria do capital [na STX France] e ao controlo da empresa”.

Os estaleiros de Saint-Nazaire empregam actualmente 2.600 trabalhadores.

Os comentários estão encerrados.