As associações patronais dos portos europeus reafirmam a sua aposta no diálogo social com os trabalhadores, não obstante as estruturas sindicais terem abandonado a última reunião do Comité Europeu de Diálogo Social no Sector Portuário, devido aos acontecimentos em Espanha.

Estivadores - SAGEP- Espanha

Em comunicado conjunto,  a Federação dos Operadores Portuários Privados Europeus (FEPORT) e a Organização Europeia dos Portos Marítimos (ESPO) salientam que o diálogo permite um “discussão construtiva” que poderá ajudar o sector a continuar a ter um papel essencial na União Europeia.

As duas associações dizem acreditar que o Comité Europeu de Diálogo Social no Sector Portuário é o fórum ideal para tratar, à escala continental, de temas importantes para a indústria, tais como a formação e qualificação, a atractividade da actividade para os jovens trabalhadores, saúde e segurança, além de promoção do emprego feminino.

ECSA e FEPORT saúdam também o lançamento do estudo “A Mudança da Face dos Portos: impacto sócio-económico dos mercados e os desenvolvimentos tecnológicos dos portos da UE”.

O estudo, com pedido de financiamento já aprovado pela Direcção-Geral do Emprego da União Europeia, tem como objectivo identificar os desafios dos portos europeus e verificar como o sector está a adaptar-se à mudança e a preparar-se para o futuro.

A próxima reunião do Comité Europeu de Diálogo Social no Sector Portuário está marcada para 29 de Junho. Este grupo foi criado por empregadores e trabalhadores em Junho de 2013.

 

Tags:

Comments are closed.