O Parlamento Europeu aprovou uma proposta de alteração à Directiva sobre a tarifação da infra-estrutura rodoviária, com o objectivo de a Eurovinheta ser aplicável também a automóveis ligeiros e autocarros e não só aos pesados ​​de mercadorias.

Eurovinheta deve aplicar-se também a ligeiros e autocarros

A União Europeia de Transportadores Rodoviários (UETR) aplaude esta proposta de alteração do texto normativo da Eurovinheta. A associação europeia avança, em comunicado, que “sempre apoiou o princípio do poluidor-pagador, sem fazer discriminações, garantindo a imparcialidade e eficiência”.

Foi com base nesse princípio que a UETR sempre rejeitou “as regras que permitem que os Estados-membros estabeleçam reduções para os veículos ligeiros”. De acordo com o secretário-geral da entidade, Marco Digioia, isso levaria a “distorções que poderiam levar a uma maior utilização destes veículos e, portanto, a maiores congestionamentos”.

Na sua declaração, a UETR também “saúda a canalização do lucro obtido [com a Eurovinheta] para o transporte e infra-estruturas”. A associação europeia qualifica essa atribuição como “essencial”, especialmente “para a construção de aparcamentos seguros, que são necessários para garantir a conformidade com os padrões sociais e de segurança rodoviária”.

 

 

Comments are closed.