Na semana em que, por cá, os Alfa pendulares atingiram os quatro milhões de quilómetros, em Itália comemoraram-se os 25 anos dos “pendolinos” da Fiat / Alstom.

Actualmente são cerca de 500 os comboios pendulares em circulação. Além de Itália, circulam em Portugal, Alemanha, França, Suíça, Finlândia, Espanha, Eslovénia, Reino Unido, China, República Checa e Rússia. E chegarão em breve à Polónia.

Concebidos para circularem a velocidades máximas de até 250 km/hora – o que os classifica como comboios de Alta Velocidade – os “pendolinos” têm como principal arma comercial/operacional o seu sistema de pendulação, que lhes permite inclinarem-se até oito graus e ganhar com isso 30-35% de velocidade sobre os comboios convencionais.

Esta solução tecnológica permite-lhes atingir altas velocidades mesmo em linhas convencionais, tradicionalmente mais sinuosas que aquelas desenhadas para a AV.

Além disso, os “pendolinos” afirmam-se no mercado pela variedade de opções disponíveis, em termos de bitola, sistemas de alimentação e sinalização e arranjos interiores.

A Portugal os Alfa pendulares chegaram há 15 anos, prevendo-se para o próximo o arranque das intervenções do meio da vida, revisões profundas que rejuvenescerão o material circulante topo de gama da CP.

Comments are closed.