Os portos do Continente fecharam o primeiro quadrimestre a perderem 0,1% de cargas, por causa do petróleo bruto. Mas Leixões e Aveiro tiveram resultados recorde. E Setúbal também cresceu . . .

 

*** CONTEÚDO DE ACESSO RESERVADO. FAÇA LOGIN OU TORNE-SE ASSINANTE T&N ***

Assinatura T&N Semestral
€45
Acesso ilimitado aos conteúdos do site T&N
Acesso a conteúdos exclusivos T&N
 
Assinatura T&N Anual
€60
Acesso ilimitado aos conteúdos do site T&N
Acesso a conteúdos exclusivos T&N
Descontos nos Seminários T&N