A indústria do shipping mundial perde entre 3,5 e 8 mil milhões de dólares com a pirataria a cada ano que passa, alertou Ron Widdows, presidente da NOL e chairman do World Shipping Council.

Widdows falava na abertura de uma conferência sobre pirataria, que está a decorrer no Dubai, e que se realiza poucos dias depois de terem sido divulgados os números da actividade no primeiro trimestre do ano.

O relatório do International Maritime Bureau, da Câmara de Comércio Internacional, aponta um número recorde de actos de pirataria: 142, dos quais 97 ocorridos ao largo da costa da Somália.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do governo transitório da Somália, também presente na conferência do Dubai, sustentou que a comunidade internacional está a perder a batalha contra os piratas e defendeu que a luta não deverá travar-se apenas no mar mas também em terra.

O governante somali apelou à comunidade internacional para apoiar financeiramente o desenvolvimento das forças de segurança do país, de modo a criar as condições para o estabelecimento da autoridade nacional do Estado.

Comments are closed.