Duas grandes empresas terão já manifestado interesse em instalar-se na primeira fase da plataforma logística de Badajoz, que deverá estar concluída em Maio do próximo ano.

Plataforma logística de Badajoz

A novidade, sem pormenores, foi avançada pela Junta da Extremadura, num balanço do andamento do projecto.

A primeira fase  da plataforma ocupará uma área de 60 hectares e terá disponíveis 114 parcelas. O investimento público previsto é de 13,5 milhões de euros.

Hoje mesmo foi publicado no Diário Oficial da Extremadura o anúncio do concurso para a construção de duas rotundas que ligarão a plataforma à A5 e à estrada da Campo Maior, em Portugal, com um custo estimado de 2,9 milhões de euros e um prazo de execução de dez meses.

Em curso está já o processo para a realização do projecto de execução da infraestruturação das segunda e terceira fases da plataforma, numa área de 70,5 hectares e com um investimento estimado e 19 milhões de euros.

Quanto ao terminal ferroviário intermodal e às acessibilidades ferroviárias, aguarda-se que o governo espanhol dê o aval ao acordo entre a Junta da Extremadura e a Adif para a sua execução. O investimento previsto é de 11,5 milhões de euros.

A plataforma logística de Badajoz deverá estar concluída em Março de 2020.

 

This article has 2 comments

  1. Sem ter inside information suspeito que 1 das 1as empresas a usar a plataforma de Badajoz será a alentejana DELTA localizada ao lado, Campo Maior

  2. António Lagartixa

    Já que não conseguem fazer nada em Beja…