O Podemos quer impedir a circulação de mega-camiões em Espanha, em defesa da segurança rodoviária e do meio ambiente.
mega-camião

O grupo parlamentar do Podemos registou no Congresso dos Deputados uma proposta de lei em que solicita ao governo de Madrid a revogação da modificação ao Regulamento Geral de Veículos aprovada em Dezembro, que prevê a possibilidade de circulação nas estradas do país vizinho de mega-camiões de 25,25 metros de comprimento e 60 toneladas de peso bruto.

De acordo com o Podemos, “a introdução do mega-camião em Espanha implicará um perigo para a segurança rodoviária e danos ambientais”.

Os receios do grupo parlamentar em relação à segurança, que o Podemos garante terem como base estudos independentes, prendem-se com as dimensões e peso daquele tipo de veículos. Além do risco, o partido liderado por Pablo Iglesias aponta os custos adicionais de manutenção da rede de estradas de Espanha, a qual, alega, não foi projectada para receber mega-camiões.

Em relação aos danos ambientais, o grupo parlamentar salienta que isso acontecerá porque será transferida carga do transporte ferroviário eléctrico para estes comboios rodoviários “petróleo-dependentes”, segundo a proposta.

Notícias dão conta de dificuldades nos testes

A alteração à legislação dos pesos e medidas foi, recorde-se, publicada no dia 23 de Dezembro, no Boletín Oficial del Estado, mas, para que entre em vigor, depende da publicação da Instrução Técnica, que estabelece os requisitos exigidos pela Direcção-Geral de Tráfico. Estão a ser realizados testes e ainda não há resultados públicos.

Porém, de acordo com a “TodoTransporte”, os testes têm revelado dificuldades dos conjuntos em subir alguns declives e ainda no capítulo da travagem, o que pode estar a atrasa o processo de publicação.

Comments are closed.