O porta-contentores India Rickmers, construído na China em 2009, é agora o navio mais recente a ser enviado para desmantelamento. O anterior recorde era de uma embarcação construída em 2006.

navios-desmantelados

Com capacidade para 4 250 TEU, o porta-contentores foi enviado para abate pela Rickmers Shipmanagement a um preço de 325 dólares (306 euros) por toneladas LDT, de acordo com os corretores.

Este tem sido um ano recorde em termos de porta-contentores desmantelados. De acordo com a BIMCO (Baltic and International Maritime Council), nos primeiros dez meses do ano foram enviados para a sucata navios com uma capacidade total de 500 000 TEU, que é 4,2 vezes o volume registado em igual período de 2015. Só entre Agosto a Outubro foi enviada para desmantelamento mais de 41% da capacidade desactivada ao longo do ano.

Os navios Panamax representam 47% dos 500 mil TEU mandados para desmantelamentos. Simplesmente porque, dizem corretores e armadores, não há quem os queira empregar, para mais depois do alargamento do Canal do Panamá.

A Alphaliner já avisou que a tendência é para manter, ou mesmo acelerar, se se quiser retomar o equilíbrio entre oferta de capacidade e procura.

 

 

Comments are closed.