Portugal vai estar representado no Grande Prémio de Fórmula Um da Índia. Não com um piloto mas no próprio circuito, cujas protecções laterais serão “made in” Portugal.

A Portir Transitários foi a empresa encarregue de montar toda a operação logística para o envio das peças metálicas, desde o local de produção, no Norte de Portugal, até Nova Dehli.

Quatro camiões transportaram as cerca de 100 toneladas de peças metálicas até Frankfurt, onde foram embarcadas em voos cargueiros da Lufthansa Cargo até ao destino final.

O Grande Prémio de Fórmula Um da Índia realizar-se-á a 30 de Outubro.

Para a Portir, na voz do seu responsável José Moura, esta operação de grande volume ficará a marcar o décimo aniversário da empresa e é um motivo de “orgulho sobre a nossa capacidade profissional”.

Comments are closed.