O Porto de Algeciras assinou um acordo de colaboração com a IBM para participar na Tradelens, a plataforma de blockchain criada em conjunto pela tecnológica e pela Maersk.

A Tradelens tem como objectivo, segundo os seus criadores, concentrar-se em melhorar a transparência e a visibilidade em toda a cadeia de abastecimento, permitindo um intercâmbio de informações e documentação mais seguro e eficiente. Com isso, pretende-se promover a colaboração e maior confiança entre as partes envolvidas ao longo da cadeia de abastecimento global.

O objectivo último do projecto é estabelecer a base para a digitalização das cadeias de abastecimento, acrescentando valor a cada um dos vários intervenientes no sector da logística, desde carregadores, transitários, operadores logísticos e companhias de navegação, até administrações e organismos públicos.

No final de 2018 aderiram à Tradelens mais uma centena de instituições do sector, incluindo transportadores marítimas e terrestres, grandes transitários, autoridades aduaneiras e mais de 20 portos e operadores portuários. Isso permitiu, de acordo com o comunicado do Porto de Algeciras, alcançar uma massa crítica relevante que permite que as companhias colaborem e trabalhem de forma padronizada numa rede sólida e conectada que fornece dados de diferentes transacções individuais para a plataforma com confidencialidade e segurança.

Até ao presente, a plataforma de blockchain Tradelens já registou mais de 230 milhões de eventos de envios e o processamento de mais de 20 milhões de contentores.

 

 

Os comentários estão encerrados.