Os granéis líquidos, que no passado recente alimentaram o crescimento do porto de Aveiro, são agora os principais responsáveis pelo decréscimo da actividade no primeiro quadrimestre do ano.

Entre Janeiro e Abril, Aveiro movimentou 1,03 milhões de toneladas, menos cerca de 75 mil toneladas que no período homólogo de 2011, segundo os dados divulgados pela administração portuária.

Os granéis sólidos são ainda o principal tipo de carga processada, com um total de 363 mil toneladas, mas acumulam uma perda de 7,1%. A carga geral cresceu 0,8%, em termos homólogos, e vale agora perto de 363 mil toneladas também. Os granéis líquidos quebram 13,9% e valem quase 308 mil toneladas.

Com menos cargas, também menos navios escalaram Aveiro nos primeiros quatro meses do ano: 261, menos 33 ou 11,2% que há um ano.

Em Abril, Aveiro contabilizou perto de 279 mil toneladas, contra as 297 mil de há um ano. A carga geral teve um forte impulso, para perto das 142 mil toneladas (96 mil há um ano). Mas os granéis sólidos caíram de 107 mil para 81 mil toneladas, e a os granéis líquidos recuaram para as 56 mil toneladas (95 mil toneladas no mês homólogo).

Comments are closed.