A Autoridade Portuária de Busan assinou com o Porto de Roterdão o contrato de reserva de cinco hectares no Maasvlakte Distribution Park West.

 

 

O Porto de Busan pretende desenvolver em Roterdão um armazém sustentável com 30 mil metros quadrados, para ser usado por múltiplos fornecedores de serviços, principalmente sul-coreanos. O objectivo é que o armazém esteja a operar em 2021.

“Para nós, o porto de Roterdão é o local perfeito para ter um armazém”, refere, citado no comunicado conjunto, o CEO da Autoridade Portuária de Busan, Ki-chan Nam. “A óptima infra-estrutura de águas profundas e as ligações multimodais com outros países fazem de Roterdão o porto ‘conectado’ na Europa e a melhor localização para as empresas de logística coreanas fazerem negócios na Europa”, acrescenta.

“Temos cooperado com a Autoridade Portuária de Busan em muitas áreas há algum tempo”, afirma, por seu turno, Emile Hoogsteden, director de contentores, cargas fraccionadas e logística na Autoridade do Porto de Roterdão. “Estamos orgulhosos por serem os primeiros a construírem o seu próprio armazém no nosso novo parque de distribuição. Além disso, as suas ambições sustentáveis são uma combinação perfeita com os nossos objectivos”, destaca.

Maasvlakte Distribution Park West quase esgotado

Desde o porto holandês dizem que dos sete restantes lotes no Maasvlakte Distribution Park West, seis já estão reservados.

O gestor de negócios de distribuição e armazenamento da Autoridade do Porto de Roterdão, Maarten de Wijs, indica algumas razões para o sucesso do espaço. “A localização tem ligações multimodais por via rodoviária, ferroviária e fluvial e está próxima de ligações de alta frequência de águas profundas e de shortsea. O parque também está convenientemente localizado perto da A15, a área de estacionamento do Maasvlakte Plaza Truck, o Maasvlakte Distribution Park existente e as ligações ferroviárias entre o Maasvlakte e o hinterland da Europa”, aponta.

Comments are closed.