O Porto de Hamburgo anunciou o arranque das dragagens no rio Eba, que lhe hão-de permitir operar porta-contentores de última geração.

Hamburgo investe 238 milhões em dragagens

A chegada da draga Scheldt River marca o início das dragagens e o fim de um imbróglio jurídico que se prolongou por anos e prejudicou o desenvolvimento do porto de Hamburgo.

Um investimento de 238 milhões de euros permitirá aprofundar e alargar o Elba ao longo de 130 quilómetros. Findos os trabalhos, o porto de Hamburgo poderá ser escalado por navios de 13,5 metros de calado, podendo chegar aos 14,5 metros aproveitando o movimento das marés.

Em termos práticos, adiantam os responsáveis do porto, será possível movimentar mais 1 800 TEU em cada escala.

Mas não. O alargamento do canal, de 300 para 320 metros, com uma secção de oito quilómetros com 385 metros de largura, facilitará o cruzamento dos navios. Resultado: Hamburgo espera poder duplicar o movimento para 2 800 porta-contentores de grandes dimensões.

O porto de Hamburgo é o maior da Alemanha, mas tem vindo a perder protagonismo no ranking europeu. No ano passado movimentou 8,7 milhões de TEU e 135,1 milhões de toneladas.

 

This article has 2 comments

  1. Hamburgo se demorasse mais anos a dragar começava desaparecer porque tem muita concorrência ao lado e o mesmo se passa com os portos portugueses a saber : 1) Leixôes & Aveiro; 2) Lisboa & Setúbal, só Sines tem calado suficiente para receber porta contentores médios porque até agora recebem os pequeninos com exepção de Sines que recebe os maiores do mundo 20MTEU !

  2. … recebem somente os pequeninos …