O porto de Leixões movimentou 9,8 milhões de toneladas nos primeiros oito meses do ano, 343 mil toneladas mais do que no período homólogo de 2009.

O crescimento acumulado foi conseguido, única e exclusivamente, à custa da carga geral. A carga fraccionada progrediu 41% para as 389 mil toneladas. A carga contentorizada avançou 8% até perto dos 3,3 milhões de toneladas. Medido em TEU, o movimento de contentores atingiu os 317 874, uma progressão homóloga de 6%.

Os granéis líquidos, que valem mais de 40% da movimentação de cargas em Leixões, quedaram-se no final de Agosto nos 4,8 milhões de toneladas, o mesmo de há um ano. Já os granéis sólidos recuaram 2%, ou 25 mil toneladas, mantendo-se perto dos 1,4 milhões de toneladas.

Em Agosto passaram por Leixões 1,2 milhões de toneladas, 7,5% mais do que no mesmo mês de 2009. Destacou-se a carga contentorizada, com um movimento de 440 mil toneladas (403 mil há um ano), mesmo se o número de contentores decresceu de 43 760 para 42 612 TEU.

Também em Agosto, os granéis líquidos movimentaram 566 mil toneladas (533 mil), os granéis sólidos 176 mil toneladas (155 mil) e a carga fraccionada 27 mil toneladas (32 mil).

No segmento dos cruzeiros, onde a APDL aposta forte, os oito primeiros meses de 2010 saldam-se num crescimento de 57% no número de passageiros, para um total de 15 692.

Os comentários estão encerrados.