A petrolífera Puma Energy concluiu a instalação, ao largo de Luanda, de uma das maiores plataformas mundiais de amarração de navios petroleiros, com uma capacidade de carga e descarga de até 4 000 metros cúbicos  por hora.

Monoboia de Leixões

Instalada na baía de Luanda, a nova plataforma de monobóia está localizada próximo das instalações da Pumangol (subsidiária angolana da Puma Energy), no porto da capital, que estão igualmente em fase de ampliação da capacidade de armazenamento de produtos petrolíferos até aos 276 mil metros cúbicos.

A plataforma funciona com duas linhas equipadas com meios de sinalização marítima para garantir as manobras de aproximação, atracagem, carga e descarga de petroleiros. Permitirá receber navios de até 225 000 DWT, tendo capacidade bidireccional para transferir até 4 000 metros cúbicos de produtos petrolíferos por hora.

A instalação da monobóia evita que os navios tenham de atracar no terminal petrolífero do porto de Luanda, assim reduzindo o congestionamento do porto e aumentando a capacidade de movimentação de cargas.

Uma solução semelhante, ainda que de menor dimensão, está operacional há anos no porto de Leixões, ligada directamente, por pipeline submerso, à refinaria da Petrogal.

A Pumangol, uma parceria entre a Puma Energy e a Sonangol, construiu estruturas nas 18 províncias angolanas, incluindo instalações de armazenamento a granel e uma rede de retalho com 71 postos de abastecimento de combustível.

 

 

Comments are closed.