A segunda fase das obras de modernização e ampliação do porto de Nacala, em Moçambique, poderão ter início ainda este ano, afirmou o governador provincial de Nampula.

Porto de Nacala

Actualmente decorrem os trabalhos de preparação do lançamento dos respectivos concursos públicos,  acrescentou Victor Borges.

As obras, com um custo estimado de 270 milhões de dólares, inclueirão a reconstrução e expansão do cais, aquisição de equipamentos de manuseamento de carga geral, construção do terminal ferroviário de contentores e melhoria das vias de acesso.

Em Maio do ano passado, o embaixador do Japão em Moçambique, Akira Mizutani, assinou um acordo com o governo de Maputo para a concessão de um empréstimo de 280 milhões de dólares para financiar esta fase de expansão do porto de Nacala. A primeira fase do projecto também foi financiada pelo Japão, num total de 84 milhões de dólares.

As obras da primeira fase, que incluíam a reparação do pontão norte, a pavimentação do terminal de contentores, a instalação de equipamento para modernizar as operações com combustíveis e a construção de um novo terminal ferroviário foram adjudicadas à empresa japonesa Penta – Ocean Construction Co Ltd.

Note-se que ainda este mês deverão começar as expedições de carvão das minas de Moatize, Tete, através do denominado Corredor de Nacala, até ao porto do mesmo nome para posterior exportação.

 

 

Os comentários estão encerrados.