A Administração do Porto de Setúbal anunciou ter amortizado em Janeiro o último empréstimo bancário.

Em comunicado, a empresa liderada por Carlos Gouveia Lopes lembra que em 2005 a dívida remunerada era superior a 12 milhões de euros.

A ajudar à “limpeza” do passivo da APSS estiveram a concessão ou a renegociação de contratos de concessão de vários terminais, o aumento da movimentação de cargas (com o hiato provocado pela crise) e “a rigorosa política financeira da APSS”.

 

 

Comments are closed.