Dentro de oito semanas, os navios de maior calado que vão a Viana do Castelo para carregar componentes fabricados na Enercon já poderão atracar na margem direita do rio, junto às instalações da empresa.

De acordo com uma nota de imprensa da administração portuária, ontem mesmo iniciaram-se os “trabalhos de dragagem junto ao cais do Bugio e que vão abranger também o respectivo canal de acesso”, com isso melhorando as condições de operação “junto aos ENVC e à Enercon”.

Concluídas que estejam as dragagens, o canal de navegação terá um calado mínimo de -5,5 metros, o que permitirá a operação de navios de maior calado junto à fábrica da Enercon (grupo que produz torres eólicas), com isso evitando o trânsito dos componentes de grandes dimensões, por via rodoviária, até à outra margem do Lima.

Ao mesmo tempo decorrem trabalhos de “quebramento de rocha na zona do canal de acesso ao porto comercial”, situado na margem esquerda do rio.

O investimento contratado para esta melhoria das acessibilidades marítimas ao porto de Viana do Castelo ascende a cerca de 300 mil euros.

Comments are closed.