Os investimentos previstos para o corrente ano nos portos espanhóis ascendem a 1,8 mil milhões de euros, de acordo com a proposta de orçamento apresentada pelo governo de Madrid.

puerto-de-bilbau

Daquele montante, 855 milhões de euros serão da responsabilidade das administrações portuárias controladas pela holding pública Puertos del Estado, ficando os restantes 981 milhões de euros a cargo dos privados.

A proposta de Orçamento de Estado apresentada pelo governo de Mariano Rajoy contempla um corte nos investimentos para controlo do défice público, e o Ministério do Fomento, em que se insere a Puertos del Estado, não foge à regra. Todavia, os montantes previstos superam o efectivamente realizado no ano passado. No caso dos investimentos esse crescimento atinge mesmo os 65%.

Os 855 milhões de euros de investimento público previstos para os portos compreendem 43 empreendimentos, já em curso ou a lançar este ano, em 25 portos. Barcelona tem o maior investimento previsto – 157 milhões de euros -, seguido de Santa Cruz de Tenerife (80,8 milhões), Bilbau (77,8 milhões) e Algeciras  (61,9 milhões).

Em termos gerais, prevêem-se intervenções na ampliação de terraplenos, aumento dos fundos, espaços de armazenagem e actividades logísticas, novas energias e co-modalidade.

Para as acessibilidades terrestres – especialmente ferroviárias – estão previstos investimentos de 227 milhões de euros, 139 milhões dos quais serão financiados pelo Fundo Financeiro de Acessibilidades Terrestres Portuárias, participado pelos portos mais lucrativos.

Os investimentos privados decorrerão em parte da renegociação das concessões em curso no país vizinho.

 

Comments are closed.