Em Janeiro, o movimento de mercadorias nos portos espanhóis atingiu os 41,3 milhões de toneladas, 6,98% acima do realizado no ano passado, divulgou a Puertos del Estado.

Porto de Barcelona - TCB

A carga geral deu o principal contributo, com uma subida homóloga de 9,3% até aos 19 milhões de toneladas. Desses, 4,95 milhões corresponderam a carga fraccionada (mais 6,9%) e 14 milhões a carga contentorizada (mais 10,2%).

A crescer estiveram também os granéis líquidos: 6,3% para 14,5 milhões de toneladas, e bem assim os granéis sólidos: 2,9% até 7,8 milhões de toneladas.

Entre os principais portos do país vizinho, Valência teve a melhor performance, com um ganho homólogo de 8,8% e 5,97 milhões de toneladas processadas. Algeciras continua número um, com 8,8 milhões de toneladas (mais 3,7%) e Barcelona o número três, com 3,7 milhões de toneladas (mais 5,8%).

Ferrol foi o porto espanhol que mais cresceu em Janeiro, face ao mesmo mês de 2016. Por ali passaram 1,3 milhões de toneladas, o que representa um salto de 75,2%.

Mais 9% de contentores

Algeciras e Valência começaram 2017 tal como acabaram 2016, a discutirem taco-a-taco a liderança do mercado espanhol (e ibérico) na movimentação de contentores.

Em Janeiro, Algeciras impôs-se, mas muito pouco. Cresceu 1,5% e movimentou 392 168 TEU, mas Valência praticamente o alcançou, com um ganho homólogo de 10% e 391 987 TEU contados.

Barcelona, que teve um excelente ano de 2016, manteve a cadência à entrada do ano novo e cresceu 1% até aos 183 mil TEU.

Las Palmas, que nos últimos tempos sofreu uma forte erosão na actividade, cresceu 28% em Janeiro e chegou aos 77 mil TEU.

 

Comments are closed.