Os portos espanhóis movimentaram 182,1 milhões de toneladas entre Janeiro e Abril, mais 1,2% do que no período homólogo de 2018.

O resultado do primeiro quadrimestre é positivo para os portos espanhóis, mas representa um abrandamento face aos 3,5% registados no primeiro trimestre, segundo os últimos dados publicados por Puertos del Estado.

A explicação reside no mau Abril, que representou uma descida de 4,3% nas cargas movimentadas face a igual mês do ano passado, com 45,2 milhões de toneladas.

Os portos com os maiores aumentos de tráfego no acumulado até Abril foram Almería (+10,3% e 2,2 milhões de toneladas), Santander (+10,7% e 2,1 milhões de toneladas) e Baleares (+8,9% e 5,46 milhões de toneladas).

Entre os principais portos, Algeciras avançou 1,5% até aos 34,8 milhões de toneladas, Valência cresceu 8,4% para 26,7 milhões de toneladas, e Barcelona subiu 1,4% para 21,8 milhões de toneladas.

Por segmentos, a boa evolução da carga geral, que fechou com 91,1 milhões de toneladas e um crescimento de 4,8%, permitiu aos portos do país vizinho compensarem as quedas nos graneis líquidos e sólidos. A maior queda foi, precisamente, nos graneis sólidos, com 31,2 milhões de toneladas, menos 5,3% do que no primeiro quadrimestre do ano passado. Nos graneis líquidos, os 59,8 milhões de toneladas movimentadas estão em linha (-0,3%) com o período homólogo.

Contentores crescem

Em relação ao movimento de contentores, o comportamento foi positivo. Os portos espanhóis movimentaram mais de 5,7 milhões de TEU de Janeiro a Abril, o que representa um incremento de 4,6%.

Valência reforçou a liderança no mercado, com um ganho homólogo de 11,1% e um total de 1,8 milhões de TEU. Algeciras ficou mais longe, com 1,6 milhões de TEU (mais 7,6%), e o mesmo aconteceu com Barcelona, a crescer apenas 6,2% até 1,1 milhões de TEU.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*