Os portos espanhóis movimentaram 418,5 milhões de toneladas nos primeiros nove meses do ano, mais 2,3% que no período homólogo de 2018.

Entre os principais portos espanhóis todos registaram um crescimento homólogo de actividade entre Janeiro e Setembro. As excepções foram Bilbau e Las Palmas, ambas com perdas acumuladas de 0,3%.

Algeciras cresceu menos que o mercado (1,9%, e em Setembro até perdeu cargas), mas o suficiente para manter a liderança destacada, com 79,3 milhões de toneladas processadas. No segundo posto, Valência avançou 8,4% e atingiu os 61,4 milhões de toneladas. Barcelona fechou o pódio com 50,6 milhões de toneladas (a subir 4,5%).

Por tipos de cargas, apenas os granéis sólidos destoaram na tendência altista: recuaram para os 68,5 milhões de toneladas (menos 8,5%).

Ao invés, os granéis líquidos aumentaram 5,8% para 142,4 milhões de toneladas, a carga geral fraccionada avançou 3,7% até aos 59,4 milhões de toneladas, e a carga contentorizada subiu 4,2% e chegou aos 148,1 milhões de toneladas.

Falando de contentores, os portos espanhóis movimentaram 13,2 milhões de TEU nos primeiros nove meses do ano, mais 4% em termos homólogos.

Valência reforçou a liderança e já soma 4,1 milhões de TEU (mais 8,3%), assim se destacando de Algeciras, que contou 3,8 milhões de TEU (mais 7,2%).

Apesar do resultado negativo de Setembro, Barcelona ainda acumulou um ganho homólogo de 4,1%, com 2,6 milhões de TEU processados.

Las Palmas prossegue a sua “travessia do deserto”, com uma perda acumulada de 11,8% e apenas 755 mil TEU movidos.

This article has 1 comment

  1. Por culpa exclusiva da ministra dos transportes o porto de Sines perdeu a corrida para o de Barcelona em 4 anos !!