Os 46 portos espanhóis movimentaram 245,5 milhões de toneladas  nos primeiros seis meses, mais 2,8% que na primeira metade de 2015. A Puertos del Estado antecipa para o final de 2016 um recorde absoluto de 513 milhões de toneladas.

Porto de Barcelona - TCB

A carga geral, e em particular a carga contentorizada foi o motor da actividade dos portos do país vizinho, entre Janeiro e Junho. A carga metida em  contentores cresceu 6,2% e chegou aos 82,8 milhões de toneladas, ao passo que a carga fraccionada avançou 4,9% e atingiu 34,7 milhões de toneladas. A carga geral atingiu, assim, os 117,5 milhões de toneladas (mais 5,8% em termos homólogos).

Já a movimentação de granéis manteve-se praticamente inalterada em termos homólogos. Os granéis líquidos avançaram (?) 0,02% até aos 82,5 milhões de toneladas, enquanto os sólidos subiram 0,6% e chegaram aos 45,5 milhões de toneladas.

Algeciras lidera ranking

No final do primeiro semestre, o porto da Baía de Algeciras mantém, e reforça, a liderança no tráfego portuário espanhol, com um crescimento homólogo de 7,8$% e um total de 51,8 milhões de toneladas processadas.

Nos restantes lugares do pódio situam-se, sem alterações, Valência – com 36,2 milhões de toneladas, mais 1,5% – e Barcelona, com 24,2 milhões de toneladas e um ganho acumulado de 3,95%

Na comparação com a primeira metade de 2015, Málaga foi o porto que mais cresceu: 44,6% para cerca de 1,4 milhões de toneladas, enquanto Almeria foi aquele que mais perdeu: 16,2% para 2,7 milhões de toneladas.

Contentores crescem mais de 6%

Entre Janeiro e Junho, o movimento de contentores nos portos espanhóis atingiu os 7,83 milhões de TEU, o que representa um ganho homólogo de 6,4%.

Apesar de ter crescido apenas 0,9% em termos homólogos, Valência segurou o primeiro lugar com mais de 2,37 milhões de TEU processados.

Algeciras cresceu 13,1% no mesmo período mas ainda assim tem de contentar-se com o segundo lugar, com 2,35 milhões de TEU.

No terceiro lugar mantém-se Barcelona, com um acumulado de 1,07 milhões de TEU, 12,5% acima do realizado na primeira metade de 2015.

 

This article has 1 comment

  1. Será que vão fechar no segundo semestre para balanço?