O movimento de mercadorias nos portos espanhóis caiu 6,4% em Novembro, reduzindo para 1,1% o crescimento acumulado nos 11 meses de 2019.

Entre Janeiro e Novembro, os portos espanhóis contaram 508,8 milhões de toneladas movimentadas, mais 5,5 milhões que no período homólogo de 2018, de acordo com os dados divulgados pela Puertos del Estado.

A carga geral contentorizada avançou 2,6% no período considerado e tocou os 180,1 milhões de toneladas. Já os granéis líquidos avançaram 4,3% e tocaram os 171,9 milhões de toneladas. A carga geral fraccionada somou 72,8 milhões de toneladas, com um ganho de 3,6%.

A impedir um melhor resultado global, os granéis sólidos acumularam uma perda de 9,3%, ficando-se pelos 84 milhões de toneladas.

Valência lidera crescimento

Entre os principais portos do país vizinho, Valência foi o que mais cresceu nos primeiros 11 meses do ano: 6,4% para 74,5 milhões de toneladas. Algeciras, o número um, subiu apenas 2,6% até aos 96,7 milhões de toneladas; e Barcelona, que em anos anterior somou crescimentos de dois dígitos, ficou-se agora por uns modestos 1,1% e 61,1 milhões de toneladas.

Em Novembro, nenhum daqueles três portos foi imune à quebra na actividade.

Barcelona perde contentores

O tráfego de contentores, medido em TEU, subiu 2,2% até ao final de Novembro, com um acumulado de 16,1 milhões.

Valência somou cinco milhões de TEU, a crescer 5,9%, à frente de Algeciras, com 4,7 milhões, a subir 7,5%. Barcelona, ao invés, cedeu 1,9% e acumulou 3,1 milhões de TEU.

Comments are closed.