Pelo terceiro mês consecutivo, em Setembro os portos espanhóis perderam cargas, mas no year-to-date ainda ganham 3,2% em termos homólogos.

Barcelona destaca-se entre os portos espanhóis

Definitivamente, o Verão não correu de feição para os portos espanhóis, que perderam em três meses parte do crescimento acumulado na primeira metade do ano. Em Setembro, a quebra foi de 5,4%. A excepção continua a ser Barcelona.

No acumulado dos primeiros nove meses do ano, os portos do país vizinho movimentaram 409,4 milhões de toneladas, 3,2% acima do realizado nos primeiros três trimestre de 2017.

A carga geral fraccionada teve o melhor comportamento, em termos percentuais, com um ganho homólogo de 6% para os 56,7 milhões de toneladas, Seguiu-se a carga contentorizada, a crescer 5,8% até aos 142,9 milhões de toneladas. Os granéis líquidos avançaram 1,2% com 134,9 milhões de toneladas, e os granéis líquidos 0,1% com 74,9 milhões de toneladas.

Entre os principais portos, Barcelona continua a destacar-se e a aproximar-se de Valência. O porto da cidade condal movimentou 49,8 milhões de toneladas até Setembro (+11,5%), enquanto Valência realizou 55,5 milhões de toneladas (+0,6%). Na frente continua Algeciras, com uma subida de 9,5% para 77,8 milhões de toneladas.

Na movimentação de contentores, Barcelona volta a dar nas vistas, com uma subida homóloga de 13,2% e 2,56 milhões de TEU processados. Aqui, Valência é quem manda, com quase 3,8 milhões de TEU (mais 4,5%), mas Algeciras mantém-se por perto, com 3,6 milhões de TEU (mais 11,7%).

Juntos, os portos espanhóis movimentaram 12,7 milhões de TEU entre Janeiro e Setembro, mais 8% do que há um ano.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*