Os portos de Dunquerque, Calais e outros da região francesa de Hauts de France decidiram unir esforços para concorrerem melhor com os vizinh0s internos e externos e ganharem peso no diálogo com o Estado.

Ports Hauts de France

A associação Ports Hauts de France agrupa portos marítimos e fluviais como Calais, Dunquerque, Boulogne, Tréport, Valenciennes, Lille e outros.

O objectivo é tornarem-se um hub logístico do Noroeste da Europa, fazendo concorrência aos portos da HAROPA (associação portuária do eixo do Sena, que reúne os portos do Havre, de Rouen e de Paris) e aos grandes portos do Benelux, como Roterdão e Antuérpia.

“Face aos nossos vizinhos do Benelux e da HAROPA, muito organizados, pareceu-nos importante criarmos um grupo para mostrar a nossa capacidade de oferta de serviços e de soluções logísticas. O objectivo é que a logística sirva o território”, referiu, citado em comunicado, o presidente do conselho de administração do porto de Dunquerque, Stéphane Raison.

A Ports Hauts-de-France agrega, além dos portos propriamente ditos, diversas instituições ligadas aos transportes e as Câmaras de Comércio e Indústria de Nord de France e da Picardia, entre os membros fundadores.

Calcula-se que os portos da região terão perdido o equivalente a cerca de 600 mil TEU para a concorrência “feroz”, e com isso cerca de 3 600 empregos directos e indirectos.

Hoje o tráfego de contentores nos portos Hauts de France ronda os 350 mil TEU/ano mas o objectivo é chegar aos 800 mil TEU num prazo de quatro a cinco anos.

 

Comments are closed.