Nos primeiros dez meses do ano, o movimento de passageiros nos portos nacionais cresceu 12% para um total de 843 458. Caso se confirmem as escalas previstas até ao final do ano, a fasquia do milhão de cruzeiristas será superada.

Todos os portos nacionais com actividade no sector dos cruzeiros melhoraram em 2010 relativamente a 2009. O maior incremento aconteceu em Leixões (56%), seguido de Portimão (53%), Madeira (22%), Lisboa (13%) e Açores (11%). Evidentemente, as bases de comparação dos diferentes portos são bastante díspares, sendo evidente a maior grandeza, em termos absolutos, de portos como o Funchal e Lisboa.

Até ao final de Outubro, os portos nacionais receberam 617 escalas (571 no mesmo período de 2009), sendo 54 escalas inaugurais. Portimão destacou-se no aumento de navios visitantes (mais 50%), seguido de Leixões (22%) e Funchal (13%).

Os passageiros em trânsito continuam a ser claramente maioritários, apesar de se ter verificado também um aumento das operações “turnaround” nos portos nacionais.

Os Açores inauguraram há poucos meses um novo terminal de cruzeiros. Leixões está a construir o seu e Lisboa está a fazer o mesmo. O Funchal tem também prevista uma nova gare de passageiros e Portimão tem investido na melhoria das condições para os cruzeiros.

Portugal ocupou no ano passado o sexto lugar entre os destinos de passageiros de cruzeiro na Europa. Uma posição que este ano deverá sair reforçada.

Para promoverem o País no mercado internacional, os portos de Lisboa, Leixões, Portimão e Açores e Funchal estiveram em Cannes, no Seatrade Med Cruise Convention, integrados no stand de Portugal, e/ou em parcerias internacionais, casos do stand Cruises in the Atlantic Islands e do stand Cruise Atlantic Europe.

Comments are closed.