Os portos do Continente movimentaram 73,4 milhões de toneladas nos primeiros nove meses do ano, um aumento homólogo de 5,4% e um novo máximo para o período, divulgou hoje a Autoridade da Mobilidade e Transportes (AMT).

Porto de Lisboa

O regulador destaca a propósito o contributo  de Leixões, a crescer 7% para um máximo de 14,6 milhões de toneladas. E refere também os casos de Aveiro (3,9 milhões de toneladas, mais 22,4% em termos homólogos) e Sines (subiu 2,1% até aos 38,6 milhões de toneladas).

Melhor, em termos percentuais, fez Lisboa, que continua a recuperação, acumulando agora 9,1 milhões de toneladas, 24,1% mais do que no final de Setembro de 2016. Na inversa, Setúbal cedeu 7,3% para 5,1 milhões de toneladas.

Noutro “campeonato”, a Figueira da Foz cresceu 1,8% e acumulou 1,6 milhões de toneladas, e Viana do Castelo avançou 5,3 até às 304 mil toneladas.

Contentores puxam pelos números

A carga contentorizada e a que mais contribui para os números positivos dos portos do Continente, destaca a AMT. Muito por culpa dos movimentos de transhipment, que em Sines representam 80,6% do total (7,3% em Leixões e 5% em Lisboa), sublinha o regulador.

Certo é que a carga metida em contentores avançou 10,8% e acumulou 26,2 milhões de toneladas entre Janeiro e Setembro. A carga geral como um todo subiu 7,9% para 31,7 milhões de toneladas. A carga fraccionada cedeu 8,6% para 4,4 milhões de toneladas  e a carga ro-ro cresceu 19,5% para cima do milhão de toneladas.

Os granéis sólidos cresceram 12,6% e chegaram aos 15,4 milhões de toneladas, com o contributo de todos os tipos de cargas. Já os granéis líquidos cederam 1% e ficaram-se nos 26,3 milhões de toneladas, penalizados pela quebra de 18% na movimentação de petróleo bruto.

Setembro cai quase 7%

Contrariando os números positivos globais, em Setembro o movimento de mercadorias nos portos do Continente recuou 6,9% em termos homólogos para 7,7 milhões de toneladas.

Explicações para a quebra: a carga contentorizada recuou 13,4% e o petróleo bruto afundou 33,9%.

 

Comments are closed.