Entre Janeiro e Outubro, os portos comerciais do Continente movimentaram 54,1 milhões toneladas, menos 6,2% que no período homólogo de 2009.

Sines movimentou 21,2 milhões de toneladas, ou 39,2% do total nacional. Por Leixões passaram 11,97 milhões de toneladas (22,1% do total). Em Lisboa foram 10,1 milhões (18,6%), e em Setúbal 5,9 milhões (10,9%. Aveiro soma 3,1 milhões de toneladas (5,8%), a Figueira da Foz 1,4 milhões (2,6%) e Viana do Castelo perto de 453 mil toneladas (0,8%).

Por tipos de cargas, os granéis líquidos representam perto de 44% do movimento total nos sete portos considerados, com 23,7 milhões de toneladas. A carga geral vale 31,6% (17 milhões de toneladas) e os granéis sólidos 24,7% (13,3 milhões).

Em Outubro, os sete portos comerciais do Continente movimentaram perto de 5,6 milhões de toneladas, ou 0,1% mais que no mesmo mês do ano transacto. O resultado global só não terá sido melhor porque os granéis líquidos caíram quase 13%. Um recuo compensado pelas subidas de 4,8% na carga geral e de 16,7% nos granéis sólidos.

Em Outubro, Lisboa, Sines e a Figueira da Foz cresceram em termos homólogos, respectivamente 19%, 6,1% e 20,8%. Ao invés, Viana do Castelo perdeu 17,4%, Leixões 15,1%, Aveiro 21,1% e Setúbal 15,2%.

Comments are closed.