As vendas de pesados de mercadorias na União Europeia cresceram 2,9% nos primeiros cinco meses do ano. Em Portugal avançaram 45,6%. Em Maio, recuaram 3,6% na UE e por cá cresceram 41,9%.

Os dados são da ACEA. Entre Janeiro e Maio, foram matriculados 112 624 pesados de mercadorias na UE, sendo que em Maio registaram-se 22 258. Em Portugal, os resultados equivalentes foram de 1 025 e 166, respectivamente.

Entre os principais mercados, e em termos acumulados, destacam-se os crescimentos de Espanha (mais 36,8% para 5 836 veículos), da Polónia (mais 11,5% passa 6 930) e da Alemanha (mais 11% até aos 36 409).

Ao invés, e também nos primeiros cinco meses do ano, a França recua 6,8% (para 16 911 registos), a Holanda cai 19% (3 580) e o Reino Unido afunda 27,6% (11 615).

A alimentar o crescimento global do mercado comunitário de camiões estão também países como a República Checa (que cresce 28,6% até aos 3 791 registos), a Irlanda (sobe 44,9% para 1 049 veículos), a Roménia (mais 64,2% para 1 514) ou a Suécia (mais 20,9% para 2 250).

Em Maio, o mercado europeu recuou, com a França a liderar as perdas (30,3%) entre os principais países, o que lhe custou o segundo lugar no ranking europeu, perdido para o Reino Unido, apesar de também ele ter regredido 23,8%. A Alemanha, ao invés, acelerou a tendência de crescimento com um ganho de 13%.

Comments are closed.