A confirmar-se o aumento do ISP em sete cêntimos/litro de que já se fala, Portugal arrisca-se a subir pelo menos quatro lugares no ranking dos países comunitários com o combustível mais caro. Para já, e de acordo com o Eurostat, o gasóleo português ainda é vendido abaixo do preço médio praticado na UE.

Gasóleo

À entrada para a última semana de Janeiro, o preço do litro de gasóleo, incluindo os impostos, praticado em Portugal era de 1,012 euros,nas contas do Eurostat. E com isso Portugal ocupava a 11.ª posição no ranking dos “28”, liderado pelo Reino Unido, com 1,338 euros/litro, e encerrado pela Polónia, com 0,844 euros/litro.

Na mesma altura, o preço médio praticado na União Europeia era de 1,037 euros/litro e a média da zona euro fixava-se nos 1,006 euros/litro.

Aqui ao lado, em Espanha, o Eurostat apurou um preço de venda ao público de 0,909 euros/litro de gasóleo, o que colocava o país vizinho no 24.º lugar do ranking.

Agora, já sabe, a proposta de Orçamento de Estado para 2016 contemplará um forte agravamento do ISP. O primeiro valor falado foi de quatro cêntimos/litro, mas agora, consequência das negociações com Bruxelas, já se aponta para os sete cêntimos/litro. A que acrescerá o valor do IVA correspondente.

A ser assim, e assumindo-se apenas o aumento de sete cêntimos, Portugal dará um salto de “gigante” no ranking dos países com o gasóleo mais caro na União Europeia. Passará do 11.º lugar para o sétimo posto, ultrapassando a Holanda, a Bulgária, a Dinamarca e Chipre. E  ficará a “anos luz” da vizinha Espanha.

Note-se, já agora, que Portugal já tinha, na última semana de Janeiro, segundo o Eurostat, do gasóleo mais caro na UE… sem impostos. Ocupava a sétima posição, com um valor de 0,416 euros/litro, mais do a média da UE (0,363 euros), mais do que a média da zona Euro (0,358 euros) e mais do que Espanha (0,383 euros).

De resto, grosso modo, no segundo semestre de 2015 o preço, sem impostos, do gasóleo em Portugal caiu apenas 30,7%, contra os 34,9% de Espanha, 35,8% da média da UE ou os 39,2% do Reino Unido.

Tags:

Comments are closed.