A primeira fábrica de montagem de veículos automóveis de Moçambique deverá arrancar com uma produção anual de 30 mil camiões, autocarros e automóveis.

A unidade industrial está a ser construída nas antigas oficinas da Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), na cidade de Matola. As obras estarão concluídas no final do ano, de acordo com o presidente do Conselho Municipal local, citado pelo “Notícias” de Maputo.

O investimento é da responsabilidade da empresa China Tong Jian Investment, com sede em Xangai, e que tem como principal accionista a Morgan Foundation, da Nova Zelândia, que centra a sua actividade na promoção das relações entre a Ásia e a África.

Nesta primeira fase serão aplicados 15 milhões de dólares, mas o projecto global aponta para um investimento de 150 milhões de dólares, que permitirá a produção anual de 100 mil veículos.

No primeiro ano de actividade, prevê-se a produção de 5 000 camiões, 3 000 autocarros e 22 mil automóveis ligeiros.

A produção será comercializada sob a marca “Matchedje”, nome de uma localidade do distrito de Sanga, na província do Niassa, onde se realizou o 2.º Congresso da Frente de Libertação de Moçambique.

Comments are closed.