A Universal Cargo Logistics Holding venceu a privatização de 75% do capital da Freight One, a subsidiária de transporte de mercadorias da operadora pública ferroviária russa.

Cento e 25,5 mil milhões de rublos (4,2 mil milhos de dólares), mais 500 milhões que o mínimo exigido, foi o preço oferecido pela companhia de Vladimir Lisin, o homem mais rico da Rússia.

Pelo caminho ficaram as propostas da Transoil e da NefteTransServis, um operador ferroviário de mercadorias.

Com a compra de 75% menos duas acções do capital da Freight One a UCL Holding ganha o controlo de cerca de um quinto do parque do material circulante do país, passando a dispor de cerca de 192 mil veículos ferroviários.

Vladimir Lisin tem em carteira outros investimentos na área dos transportes, nomeadamente activos portuários em S. Petersburgo e Tuapse e a Independent Transportation Co. – operador ferroviário de mercadorias. Mas o essencial da sua fortuna advém-lhe da indústria do aço.

O plano de privatizações encetado pelo governo russo deverá render 33 mil milhões de dólares aos cofres de Moscovo.

Comments are closed.